sábado, 17 de janeiro de 2015

Resoluções de ano novo...organização financeira






Bom dia,
Eu adoro ler aquelas impressões nos blogs de opiniões  a  respeito de situações que deram certo na vida prática de alguém.
Vou falar de economia..... Mas vou logo deixando claro, não sou especialista,vivo tentando achar um sistema que funcione comigo.
E parece que agora consegui.... Sempre ficava na dúvida de quanto deveria poupar (lendo muitos artigos... a gente deve poupar o máximo que puder...)
Então achei um sistema que se chama 50/30/20:

50% do que a gente ganha é para pagar as contas fixas, aquelas de todo mês: água, luz, telefone, internet,condomínio, aluguel, etc

30% do que a gente ganha deve ser direcionado para contas variáveis -  gastos em cartão de crédito, passeios, teatro, aquela blusinha para o verão escaldante, etc  
20% do que ganhamos destinado a poupança.  


Ferramentas necessárias:

                  

  • Para quem não curte a informática , o velho caderninho e caneta dá conta;
  • Já para os fãs da informática, uma planilha no excel dá  conta do recado.
Não tem jeito, temos que ter controle de aonde estamos colocando o nosso dinheiro ...quando relacionei minhas contas fixas durante o ano de 2014 e parei para analisar o que poderia diminuir, cheguei a conclusão de que nada.... porque lendo  muitos artigos e parece que gastamos nosso rico dinheirinho a toa....... 
Agora já o que se refere as contas variáveis cheguei a seguinte conclusão... sou uma mulher que adora supermercado.... se tem promoção vou curiar e se não tem também e sempre volto com uma sacolinha....
E aqui em casa... quando o povo pensa em um passeio sempre termina em shopping, cinema e alguma lanchonete.... isto mina muito meu orçamento ... ainda estou trabalhando sobre isto.
Quanto a poupar o que os especialistas tem razão, é o primeiro dinheirinho que devemos direcionar, devemos pagar primeiro a nós, depois aos demais.

Ter uma organização financeira em família é complicado, principalmente quando as pessoas estão em processos de maturidade orçamentária diferente.
Meu marido é aquele que sabe o que deve no cartão de cabeça... toda vez que chega a fatura é aquele susto...
E que quando está deprimido tem que ir ao cinema, tem que comprar algo ..."afinal trabalha-se tanto".
Eu já sou aquela sei quanto devo para o mês que vem no meu cartão....
Sei quanto posso gastar...
E também sei que os primeiros três meses do ano, aqui em casa é fogo... porque tem IPVA, IPTU,rematricula da escola, material escolar , apostilas do método da escola e por fim o niver de meu gatinho...
Mas depois de um ano de trabalho estou colhendo meus frutos....uma maior organização, consigo visualizar melhor onde estou colocando meu dinheiro.
Como pessoa inquieta já testei várias planilhas, vários programas .... pra mim hoje este ó melhor...mas o legal de ser humano é poder mudar, daqui algum tempo posso mudar ..quem sabe ...
Logo volto para partilhar com vocês a minha planilha.
Bj
Diva Alessandra






Nenhum comentário:

Postar um comentário